A porta automática de R$ 2,00 e o consumismo

O nome disso é Mola Hidráulica:
Mola Hidráulica

No mercado o preço dela varia entre sessenta e quatrocentos e poucos reais, mas por setenta reais você compra a versão mais simples em quase todas as lojas de material de construção.

acessorios para portas

Agora vamos ver um vídeo:

O menino Clayton Silva fez essa porta, que provavelmente vai durar o mesmo tempo que uma mola hidráulica, com uma manutenção de zero reais, com uma agressão negativa ao meio ambiente (ele usou materiais recicláveis).

Se todos copiarem o modelo deste menino, empresas que extraem aço sofrerão, empresas que extraem petróleo, empresas químicas, uma grande cadeia de empresas terão seus lucros reduzidos. Se todos inventarem soluções simples para essas questões, o mundo agradecerá, mas a economia vai sofrer perdas. Não adianta falar em sustentabilidade ou ecologia se não reduzimos o consumo. Não dá mesmo. Porque não há maneira eficiente de continuar consumindo sem destruir os recursos naturais. O planeta está rapidamente virando um lixão.

No modelo do Clayton, você pode regular a pressão da força que vai fechar a porta de um modo simples. E com a sua mola hidráulica, você consegue mudar alguma regulagem sem precisar de ferramentas, sem se sujar, sem uma escada ou banquinho?

No modelo ecológico qualquer um pode consertar. Mas no modelo da Mola Hidráulica, você sabe de cor pra quem vai ter que ligar, caso estrague? sabe o número do óleo que a máquina usa, ou se é graxa, por onde se coloca?

É, gente, tá na hora de rever seus conceitos e de elogiar quem tiver uma porta modelo Clayton.

O que você acha disso?

comentários

Compartilha