Chupa MUITO Datena

 

Em homenagem ao Datena, um lindo poema de  Carlos Drumond de Andrade,  extraído “d´O Amor Natural”.

Sugar e ser sugado pelo amor

Sugar e ser sugado pelo amor
no mesmo instante boca milvalente
o corpo dois em um o gozo pleno
Que não pertence a mim nem te pertence
um gozo de fusão difusa transfusão
o lamber o chupar o ser chupado
no mesmo espasmo
é tudo boca boca boca boca
sessenta e nove vezes boquilíngua.

 

Obrigado por essa, meu povo iconoclasta. Isso foi sensacional!
#Chupa_Datena

O que você acha disso?

comentários

Compartilha