Consumismo & Misantropia

Vejam essa foto aí, já falo sobre ela.

Foto: Chris Jordan (2009)
Foto: Chris Jordan (2009)

Veremos a seguir um trecho do filme Samsara (2011), de Ron Frickle, que fez maravilhas audiovisuais, como Koyaanisqatsi, Zeitgueist, Baraka, entre outros

 

Você consegue diminuir o seu consumo? Comer menos carne, menos produtos industrializados? Pode consertar as coisas que estragam ao invés de comprar novas?

Uma antiga tradição japonesa chamada  Kintsukuroi restaura objetos de louça quebrados.

kintsukuroi03

Kintsukuroi

 

No final do século XV, o Shogun (comandante) Ashikaga Yoshimasa quebrou sua melhor tigela de chá. Então ele voltou à China para que fosse consertada. na volta, alguns ourives se deram conta que seu conserto foi feito com grampos e o resultado não ficou bom. Então esses ourives e alguns oleiros resolveram melhorar a técnica. Kintsukuroi significa consertar com ouro. Mas pode ser feito com ouro, prata ou outro elemento nobre. As fendas são como cicatrizes. E um vaso consertado passou a ser mais belo ainda do que um novo, além de ser mais resistente. Da mesma forma somos nós, que nos tornamos melhores a cada vez que “nos quebramos” e nos reparamos.
Não estamos mais perfeitos, mas adquirimos mais alma, ou seja, mais história, mais valor. Da mesma forma, as coisas que consertamos  passam a ser objetos da casa, como uma garrafa de vidro, em oposição às garrafas descartáveis.

kintsukuroi
Nossa era é a era descartável, de obsolescência,  não só nos objetos, mas também nos relacionamentos. O capitalismo excessivamente agressivo empurra consumo exagerado e nós estamos comendo demais, gastando demais, desvalorizando as coisas e pessoas, na velocidade em que a tecnologia permite sugar o planeta.

Por que não tentar mudar o modo de vida? Fica o convite.

ico-separa-post
Ah, sobre a primeira foto, lembrei. Vamos ver ela aumentada?

lixolixo 2

Pense nisso

kintsukuroi

O que você acha disso?

comentários

Compartilha