LEGO abandona padrões de gênero a pedido de mãe

lego-boy-girl-450x312

A luta pela igualdade de gênero se dá em todos os níveis. Quem quer educar seus filhos com o princípio de que não há comportamentos impróprios por causa de seu sexo tem que travar batalhas diárias em sua comunidade e até contra grandes empresas. Veja esse exemplo.

Heather E. Ash tem uma menina e um menino. O garoto, mais novo, adora carrinhos, Star Wars, Angry Birds, LEGO… e cor-de-rosa. Com o apoio da mãe, que não quer que ele cresça com ideias de que certas coisas são “de menina” e outras “de menino”, ele responde  “rosa é pra todo mundo!” para os coleguinhas que perguntam por que ele está com roupas de mulherzinha.

E como se já não houvesse dificuldades o bastante, ela ainda teve que lidar com o desafio da própria LEGO. O filho descobriu que a revista do Clube LEGO enviava pelo correio um encarte com adesivos da linha Friends, “para meninas”. Selinhos cor-de-rosa. Era só pedir pelo site.

O problema? O encarte era enviado apenas para quem estivesse cadastrado como menina.

O garoto não estava nem aí. “Diz que eu sou menina no site, mãe!!”. Mas Heather não admitiu essa possibilidade.

Não porque estivesse preocupada com a sexualidade ou identidade sexual de seu filho. Como ela mesma escreveu em seu blog, “eu digo a todos que o fascínio do meu filho por tudo que é cor-de-rosa e purpurinado não quer dizer necessariamente que ele é, ou vá se tornar, gay, ou fora dos padrões de gênero, ou mesmo transgênero. Ele vai ser amado sempre por quem ele é – agora e no futuro. E no momento ele é simplesmente um garoto que adora sua camiseta lilás de cavalinho e seu tênis de Angry Birds com brilhinhos”.

O problema todo é que um garoto não deveria ser forçado a mentir sobre seu gêneroapenas para conseguir um encarte. Ou seja lá o que for.

Além disso, Heather explica: “[Há] outra razão, impossível de explicar para um garoto de seis anos. Se eu disser que ele é uma garota, eu apoio a noção de que alguns brinquedos (ou algumas roupas, alguns acessórios, algumas atividades) são apenas para meninas. E dou um pouco de razão para o garoto da colônia de férias que tira sarro do esmalte de unha que ele usa, e para os adultos que vêm me alertar sobre o futuro dele se ele continuar ‘agindo assim’. Eu já sei como vai ser o futuro dele. Um dia, quando eu não estiver por perto, alguém vai usar esse rótulo de ‘menina’ para magoar meu querido filho. Usa-se ‘você é tão menininha por [complete aqui]‘ como insulto para forçar todas as crianças, independente se menino ou menina, à conformidade de gênero – a preencher apenas a caixa de garoto ou garota, ou ser punido com comentários maldosos (ou ostracizado, ou pior).”

Heather escreveu um e-mail para a Lego. E postou sobre isso em seu blog. Afinal, esta é uma multinacional que se propõe a respeitar a igualdade de gêneros. Não deveria ser tão difícil simplesmente trocar a informação “menino” ou “menina” no formulário da revista do Clube LEGO por uma pergunta: “você quer receber o encarte?”. Ou simplesmente enviá-lo para todos os leitores da revista.

E não é que a Lego respondeu? Quinze dias depois, ela recebeu o seguinte e-mail:

Obrigado por entrar em contato conosco. Li o post no seu blog com interesse e realmente lamento que você tenha passado por essa experiência. Qualquer uma das linhas de LEGO pode ser usufruída por qualquer criança, razão por que nós oferecemos tantas opções para que elas possam fazer suas escolhas de acordo com seus interesses.

Seus argumentos ao final do post em seu blog são muito convincentes. Por consequência, nós alteramos a maneira como a garotada pode optar por receber ou não o encarte da linha “Friends” em sua revista do Clube LEGO. Nós trabalhamos em conjunto com todas as unidades globais para que mudanças sejam feitas o mais rapidamente possível, ao mesmo tempo em que desenvolvemos uma estratégia mais elaborada para o ano que vem.

A solução mais imediata é que, de agora em diante, os adultos responsáveis serão capazes de selecionar se querem receber a revista do Clube LEGO com ou sem o encarte. Isso se dará de acordo com a preferência do membro do Clube LEGO como você sugeriu, e não mais determinado pelo gênero. Por favor nos ligue ou envie um e-mail novamente para que possamos corrigir a preferência de seu filho para que ele receba a revista com o encarte do LEGO Friends. Nós iremos enviar então a edição mais recente para ele.

A longo prazo, vamos melhorar o processo de inscrição no Clube para que os pais e crianças da família tenham uma oferta de várias versões da revista, para que estejamos certos de que realmente estamos indo ao encontro com os gostos de nossos fãs.

 

ico-separa-post original

 

Via Lado Bi

O que você acha disso?

comentários

Compartilha