Tag: machismo

O mito do esperma “machão”

 

“A ideia de que milhões de espermatozoides estão em uma corrida olímpica para alcançar o óvulo é mais uma fantasia masculina de reprodução humana”

A fertilização não é uma corrida entre espermatozoides onde ganha o mais rápido e forte. O óvulo não é uma célula passiva à espera do esperma. O espermatozoide sequer corre até o óvulo – ele é, na verdade, levado ao óvulo através dos movimentos uterinos, reservado e, se sobrevive a todos os obstáculos, o sistema reprodutor feminino “permite” que ele se aproxime do óvulo, e ainda tem de dar uma corridinha para se aproximar porque o óvulo não está lá parado, mas sim descendo para chegar ao útero. E o espermatozoide ainda tem que lutar contra as barreiras do próprio óvulo. Os cientistas estão majoritariamente sexistas

Saiba Mais

Toda cantada de rua é assédio?

 

Neste Domingo, aconteceu em Porto Alegre a terceira Marcha das vadias, um protesto pela igualdade, contra a violência e a opressão. Mas entre tantos cartazes desta manifestação (clique aqui para ver mais fotos do protesto) um chamou atenção, este aqui:

Toda cantada é assédio?

Então fica a pergunta: Toda cantada de rua é assédio?

 

Vamos primeiro as definições do que seja cada coisa:

Assédio: Cercar, insistir, molestar, maçar
Cantada: Seduzir, requestar.

Dos sinônimos, não foi encontrada nenhuma palavra que assemelhe uma coisa da outra. Pela língua, ambos são conceitos bem distintos.

Uma cantada não necessariamente é assédio. Podemos até deduzir que uma cantada é o oposto de um assédio, porque enquanto as cantadas agem com a elevação, o assédio desrespeita.

O Brasil infelizmente sofre do “machismo”. Modernamente, a situação chegou no seu limite no caso da Maria da Penha. Ela foi brutalmente agredida com tentativas de homicídio e a lei fez pouco caso. Maria da Penha está paraplégica e seu agressor, solto. Esse tipo de insatisfação levou ao nascimento de organizações feministas que lutam pela igualdade. Muitos protestos desde então surgiram, com várias demandas, mas algumas delas solicitam privilégios ao invés de igualdade.

Esse grupo de mulheres que querem privilégios foi apelidado de “Feminazi” pelo professor Tom Hazlett, do Instituto Cato. Um tempo depois, o termo foi alterado para “Femismo”, mas o conceito é basicamente o mesmo.

Por ser um protesto relativamente novo, os conceitos ainda estão em mutação, passando por debates até que se chegue a uma conclusão sobre qual termo melhor identifica cada ação. E é neste caso que estamos aqui, discutindo o parentesco entre cantada e assédio.

Os assédios podem ser feitos em qualquer lugar. Assédios no ambiente de trabalho foram os primeiros a passarem por debates. Psicólogas e juristas já são unânimes em afirmar que cantada não é assédio, links não faltam mostrando essa diferença. A linha divisória de ambos é tênue e é preciso reconhece-las dentro da situação particular que se encontram.

Neste quadrinho aparecem declarações, elogios, cantadas e um assédio. Dá pra notar a diferença?
Neste quadrinho aparecem elogios e um assédio. Dá pra notar a diferença?

ico-separa-post

Mas, e na rua?

Teoricamente, a justiça não reconhece um crime por sua localização. Uma pessoa que assedia deve ter o mesmo julgamento, mesmo o assédio tendo ocorrido na rua, no escritório, na Ilha de Caras, na Lua ou no além. Crime é crime não importa onde ocorra.
Mas na prática, a rua oferece anonimato para abusos. E também torna muito difícil a comprovação de delito. Sabendo disso, na Europa algumas mulheres saíram de casa
com um gravador ligado. A ideia é registrar tudo, da mesma forma que  as câmeras de segurança instaladas nos painéis de carros. Outro site, o Hollandback está colhendo depoimentos de mulheres assediadas. Os relatos mostram verdadeiros monstros. Porém, a necessidade de flexibilização se mostra até mesmo no ativismo do Hollandback. Em nenhum momento o assédio é comparado com cantada, ou flerte e com nenhuma palavra relacionada. O motivo das acusações são os ASSÉDIOS NAS RUAS, claramente identificados com esse neologismo inglês, que na tradução fica “Street harassment”.

Nesta altura do campeonato você já sabe que a posição deste site é que não são todas as cantadas que assediam. Fazer essa generalização apressada é um erro que só pune os verdadeiros cavalheiros que galanteiam. Ser galante não é algo feio ou repulsivo. Mas aí existem dois problemas.

  1. Primeiro lugar, os cavalheiros são em número reduzido, na proporção dos cafajestes de plantão.
  2. Em segundo lugar, o impacto negativo de um assédio é moralmente,devido ao dano, muito mais duradouro e repercute bem mais do que um elogio. Se você não quer um elogio, você desdenha e esquece até a próxima esquina. Mas não dá pra desdenhar uma vulgaridade.

Na página da Iconoclastia Incendiária no face, fiquei bem feliz ao ver que as respostas sobre a pergunta “Toda cantada de rua é assédio?” gerou mais ou menos a mesma resposta: “Depende da linguagem” É isso!

Não se pode sair culpando todas as cantadas como sendo assédio, lamento pro pessoal da página “Cantada de rua” e para a autora do cartaz,  Mas não é, vocês foram infelizes.

Os sites feministas europeus estão preocupados não em criar leis e inventar termos que culpem as pessoas. Desde quando um povo age conforme a lei? Um povo age conforme as suas culturas, em primeiríssimo lugar. Só que as culturas podem ser mudadas com educação, muito mais de que com rancor ou leis. O site Hollnadback recomenda que as mulheres que se sentiram ofendidas discorram sobre o fato com os homens de sua convivência, perguntando: “E se esse tipo de coisa acontecesse com a sua mãe, ou vó, ou namorada? Como você se sentiria?”

 

cortejo
Cantadas são naturais entre os seres humanos desde o começo dos tempos, em sociedades patriarcais ou matriarcais. Até entre os bichos existe a “trova”, o “xaveco”, a “cantada” e muitas outras demonstrações de atração. O ser humano não é diferente.

Mas existem sim alguns lugares onde esse cartaz seria bem aceito, pois as cantadas são proibidas. São alguns raros países de islamismo extremista, onde a mulher é uma propriedade, pertencem a um marido que pagou por elas e uma cantada é algo ilegal.

“Ah, mas não é a mesma coisa, você precisa saber relativizar”

Claro! Então vamos relativizar.
Um dos gêneros musicais mais odiados por “cults” é o Funk Carioca. Muitos feministas desinformados (da primeira geração) passaram a atacar o gênero por ele coisificar as mulheres. No entanto, após alguns estudos, verificou-se que foi a própria mulher o agente pro-ativo dessa transformação, que apaziguou a tensão juvenil, trocou a temática dos bailes (antes os bailes cantavam apenas a favor da guerra entre facções criminosas) e unificou um mar de gente abandonada.  E os críticos mudaram suas opiniões depois dessa.

cantada

Tem um vídeo sobre os chimpanzés anões (popularmente conhecidos como Bonobos) e como a fêmea provoca o macho. É curto é vale a pena assistir:

 

Dessa forma tentamos trazer um pouco de leveza a este assunto tão sério. Mostrando que cantadas nem sempre são atitudes agressivas.

Durante gerações, a mulher apenas silenciou. Mas hoje em dia a dica é não silenciar. O momento já permite que a mulher transforme sua resignação em repúdio, que vire para seu agressor e o constranja, se houver segurança para isso.

ico-separa-post

Terminamos finalmente com uma música escrita por Vinícius de Moraes e Tom Jobim. A Garota de Ipanema é a “cantada” mais tocada no mundo. A cantada não aconteceu de verdade, não esta, houveram outras reais dessa dupla de conquistadores. Mas eles agiam como um homem de verdade deve agir, xavecando uma mulher com o único intuito de engrandece-la. Para algumas pessoas, ela é um assédio passível de punição. O que você acha?

 

Update:

Outra foto tirada DO MESMO EVENTO:
Marcha das Vadias

Em lógica aprendemos que as premissas funcionam em qualquer sentido.Assim: Se 1+1=2, logo 2-1=1. Isso significa que Elogio não é assédio. Basicão, né?

E agora, o fatality

E quando a pessoa gosta da cantada, como fica?

Pela lógica, se uma cantada for crime, então a pessoa que aceita a cantada deve ser considerada cúmplice.


 

 

Nem sempre uma cantada é uma agressão, as vezes ambas partes gostam e aí, qual é o problema?

Questões sobre o Feminismo

Eu também Não Intendo

O que o gordinho ali, o alemão do vídeo errou foi dizer que isso era feminismo. Não é. Pra esse tipo de coisa que o alemão contou tem um nome: Femismo. E essas mulheres do programa de TV são Femistas. Enfim, um caso oposto que não deve ser confundido.

Relacionado ao Feminismo, temos a dissolução no Brasil do grupo ativista Femen. Não é lá uma grande perda para o feminismo em geral. O Femen rejeitava mulheres acima do peso e há boatos que sua líder era nazista.

Machismo e feminismo não são coisas inversas

O machismo é a crença que o homem é superior à mulher. O feminismo atual luta (ou deveria lutar) por igualdade entre as pessoas. Em alguns momentos da história, porém, algumas feministas extrapolam a igualdade e fazem mesmo sexismo.  Uma dura crítica recai sobre a Lei Maria da Penha. Nela, não aparece escrito nenhuma vez  o termo “réu” (passível de culpa ou absolvição), mas por todo o texto aparece o termo “agressor” (já evocando penalização). A sentença é dada antes do julgamento.

Em 1968, o movimento Bra Burning sugeriu a queima de sutiãs durante um concurso de Miss. Ao contrário do que se diz, nenhum sutiã foi queimado, mas a simbologia foi incendiária. Até hoje o movimento feminista se associa com a queima de Sutiãs.

A tal queima de sutiãs na verdade nunca queimou nenhum.
A tal queima de sutiãs na verdade nunca queimou nenhum.

Concursos de Misses geralmente atacam os nervos das pessoas feministas. São concursos que se estabelecem padrões de beleza, a mulher é coisificada a um pedaço de carne, etc etc.  Mas esse protesto não pega muito. Por que? Porque…

Machismo não é coisa de homem. Nem feminismo é coisa de mulher.

É comum e ingênuo achar que os homens são machistas e a mulher, oprimida, deve lutar contra o machismo via feminismo.

O que existem são tradições na sociedade. Essas tradições são aceitas e seguidas por pessoas de qualquer gênero.  Machismo é um defeito da sociedade em que um homem se acha superior que a mulher e que a mulher acredita nisso. São ambos responsáveis. Se as mulheres não aceitassem, isso desapareceria em duas gerações.

 

Gays no feminismo

Hoje em dia os gays estão do lado do feminismo, isso é puro pragmatismo, porque o feminismo busca igualdade entre os gêneros, todos eles. Mas na Grécia Antiga, a maioria  praticava a homossexualidade, mas a sociedade era machista ao extremo. Isso nos mostra que uma coisa não tem a ver com a outra.

 

A humanidade não foi sempre machista

Avaliando a jornada humana sobre a Terra, sabemos que foram justamente as sociedades matriarcais que primeiro deram os passos para a humanidade desenvolver esta gigantesca civilização que vemos hoje em dia. Quando o ser humano deixou de ser caçador – coletor (sociedade patriarcal) e passou a se fixar em um local para desenvolver a agricultura, passamos a ter mais tempo livre para criar novidades, para inventar, estudar e assim, criar uma nova sociedade, com mentes pensantes. Era a era das mulheres. Por todo o mundo, houveram sociedades machistas e feministas, até a chegada e predominância das religiões Abrahamicas. Aqui na Iconoclastia, eu fiz uma matéria sobre uma grande rainha que lutou contra o preconceito da sua sociedade e foi amada pelo seu povo, clique aqui para conhecer esta linda história

Enfim, por estes e outros motivos, um estudioso da iconoclastia se posiciona pelo feminismo humanista. Não por “defender uma causa”, mas por combater a mentira que é o machismo.

 

Galeria de imagens

Pra quem não sabe ainda,  este blog começou em Agosto de 2012 com uma página no face que inchou até virar um blog.
O estudo da iconoclastia não tem ligação com nenhum tipo de ativismo, mas endossa a luta feminista por acreditar que a ideia de superioridade masculina deve ser combatida. Fisicamente homens podem ser mais fortes, mas de resto, todos temos aptidões.
Para os meninos, os pais dão de presente peças de montar, com formas geométricas e cores. Para as meninas, dão bonecas que apenas são bonitas. É normal, numa sociedade construída assim, que haja muito mais engenheiros que engenheiras.

 

Mulheres tem diferenças visuais: elas enxergam mais cores e volumes, enquanto o homem, tem tudo isso em menor grau, mas focaliza melhor em um determinado ponto. Essas diferenças ocorrem por causa das células da retina chamadas “cones” (que concentra as atenções em um determinado ponto) e as “bastonetes” (que medem cores e volumes). Essas diferenças alteram as estatísticas de acidentes na hora de dirigir. E mesmo assim, essas diferenças são são tão grandes como o preconceito grita.

 

ico-separa-post

 

Bem, agora começa uma fantástica galeria.

Em 22 de Agosto de 2012 este anúncio chamou a atenção pelas características que uma jornalista precisava ter.
Em 22 de Agosto de 2012 este anúncio chamou a atenção pelas características que uma jornalista precisava ter.

ico-separa-post

Para ler todo o machismo da bíblia, você precisa ter uma conta no Face e clicar na imagem.

ico-separa-post

Se preparem, de machismo a religião tá entupida!
Se preparem, de machismo a religião tá entupida!

ico-separa-post

Das 220 vagas públicas da prefeitura, duas delas, cercadas por colunas e de difícil manobragem são exclusivas para homens e doze vagas, as mais fáceis, "seguras" e próximas da saída são para mulheres. O pior é que os homens da cidade jogam moedas no símbolo masculino, afim de elogiar a manifestação do prefeito. Os alemães precisam mesmo ficar se policiando, porque esse tipo de pensamento costuma popularizar rápido por lá, sabemos disso pelos livros de história.
Das 220 vagas públicas da prefeitura, duas delas, cercadas por colunas e de difícil manobragem são exclusivas para homens e doze vagas, as mais fáceis, “seguras” e próximas da saída são para mulheres.
O pior é que os homens da cidade jogam moedas no símbolo masculino, afim de elogiar a manifestação do prefeito.
Os alemães precisam mesmo ficar se policiando, porque esse tipo de pensamento costuma popularizar rápido por lá, sabemos disso pelos livros de história.

ico-separa-post

no tempo do rei

ico-separa-post

Um típico machismo feito por mulheres facilmente observado no facebook é gostosa dando lição de moral. Clique na foto para ver na página e compartilhe com aquela sua amiga que posta uma gostosa dando uma lição de filosofia.
Um típico machismo feito por mulheres facilmente observado no facebook é gostosa dando lição de moral. Clique na foto para ver na página e compartilhe com aquela sua amiga que posta uma gostosa dando uma lição de filosofia.

ico-separa-post

Uma campanha de uma Joalheria. Clica na foto para ver na página.
Uma campanha de uma Joalheria. Clica na foto para ver na página.

ico-separa-post

Uma página medíocre fez um ato de machismo e a Iconoclastia fez barulho. A imagem foi retirada, mas se você clicar na foto, poderá saber do que se trata e encher o saco dessa página cutie-menina-européia-que-acha-que-piriguete-pode-ser-estuprada.
Uma página medíocre fez um ato de machismo e a Iconoclastia fez barulho. A imagem foi retirada, mas se você clicar na foto, poderá saber do que se trata e encher o saco dessa página cutie-menina-européia-que-acha-que-piriguete-pode-ser-estuprada.

ico-separa-post

Esta Imagem a seguir:
MachistaFoi uma bem sucedida campanha de VOTAR EM NÃO GOSTEI.
Mulher, se você compra na Marisa, é porque você gosta de ser tratada como uma burra e superficial. Olhaí o motivo:

ico-separa-post

Clique na foto para compartilhar no face
Clique na foto para compartilhar no face

ico-separa-post

Tomás Aquino Rego. Clica na foto pra comblah, vc já sabe.
Tomás Aquino Rego.
Clica na foto pra compartilhar no Face, vc já sabe.

ico-separa-post

Sobre as sagradas tradições. QUE MORRAM.
Sobre as sagradas tradições. QUE MORRAM.

ico-separa-post

Luteranos se acham isentos de Iconoclastia, nana ni na não
Luteranos se acham isentos de Iconoclastia, nana ni na não

ico-separa-post

Mais do mesmo: uma gostosa, falando em Comic sans, dando uma moral de vida. Moça, você é machista!
Mais do mesmo: uma gostosa, falando em Comic sans, dando uma moral de vida.
Moça, você é machista!

ico-separa-post

Relativizar é uma arte
Relativizar é uma arte

ico-separa-post

Parem de regular a sexualidade das pessoas!
Parem de regular a sexualidade das pessoas!

ico-separa-post

Sobre a falsa igualdade
Sobre a falsa igualdade

ico-separa-post

Concurso de miss alienada
Concurso de miss alienada

ico-separa-post

Mulher tem que se dar valor. JÁ PRA BURCA!
Mulher tem que se dar valor. JÁ PRA BURCA!

ico-separa-post

Ensine as crianças o seu machismo
Ensine as crianças o seu machismo

ico-separa-post

machinho
O machinho de classe média

ico-separa-post

regredir
Essas postagens são uma seleção, um mega post que, antes de ser feminista, é ICONOCLASTA.

Considerações finais

As tradições, os mitos, os preconceitos e dogmas criam regras que regulam a sua vida.

Algumas sociedades precisaram criar essas regras para manter o seu povo unido. Foi assim com o judaísmo, quando estava sendo massacrado por todos os lados, ainda no berço de sua história. Haviam, para os judeus primitivos, três deuses. Mas só um deles era o Deus da Guerra, Yaweh, ou Jeová. Então a necessidade da guerra matou os outros dois e assim nasceu a lenda do Deus que hoje conhecemos por todos os lados. Foi preciso regrar esse povo descontrolado, imputar nele uma coesão, não permitir que sucumbisse. Deu certo.
Este mito segurou um povo. Mas hoje em dia, os mitos não tem este ideal tão nobre. Hoje, com o advento do capitalismo, cada marca ou ideologia quer ser o seu Deus, mas não para te salvar de invasores que querem te matar. O objetivo atual de controlar a sua mente é te fazer trabalhar muito, dar o seu dinheiro e te deixar em estado de anestesia mental constante.
Quando essa manipulação aparece, é porque transborda da sua camuflagem. E como estamos vendo muita manipulação, isto é apenas o que não consegue mais ser camuflado.

O machismo é uma herança da primeira iconodulia que vem junto à crença no Deus Yaweh, ou Jeová, esse da Bíblia. Como era um Deus militarista, suas deliberações eram feitas para os homens, já que eles tem esse porte físico para as batalhas e alguém precisava cuidar das crianças em casa. Para saber mais, clique aqui.

 

  • Daí começou a exclusão das mulheres.
  • De uma tribo pequena no Oriente Médio, uns 3000 anos atrás.
  • Pra ver como essa novela ainda vai longe.